terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Brigadeiro sonhador

Estava pensando sobre o que meu professor de boxe sempre fala (eh... eu faço boxe, vai encarar? - cara de mal hahaha): Somos o que comemos, pensamos, falamos, ouvimos e agimos. Dai, cheguei a essa maravilhosa conclusão, eu sou um BRIGADEIRO SONHADOR. Pode isso? Tá, eu não passo o dia todo comendo brigadeiro, muito menos como todos os dias (ai se eu pudesse!), mas isso é fato: Olá, me chamo Natália, e eu sou viciada. Eu penso em brigadeiro todo dia, e como quando a vontade é mais forte que a balança.
Foi difícil admitir isso, mas falei. E me sinto muito mais leve em dividir isso com vocês, ou pesada, depende do ponto de vista...
Mudando de assunto...
Ontem recomecei minha corrida em busca de um emprego (pelo menos me exercito depois de comer tanto doce!). Ai Jizuiz! Tá tão difícil, mas com pessistência eu consigo. Meus planos pra esse ano que se inicia é aumento de minha renda. Tudo bem que atualmente é zero, mas se tudo der certo, vou começar de baixo e evoluir.
Ah! Amanhã é o meu aniversário! Oba! Brigadeiro!

Boas vibrações para todos, e beijos achocolatados!

;*

*****

“Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida”. [Clarice Lispector]

2 comentários:

BoLaS disse...

hehehe, logo logo eu continuo. Valeu a visita, vou te visitar mais vezes.

;)

Náhira Brunelle disse...

Brigadeiiiirooo... ahhhhh meu sonhoooo! hehhe

Pois é moça, nessa festa, todo lugar que eu encostava aparecia uma briga! Até tapa de graça levei =/
hehehe

BjO!!!