sexta-feira, 26 de junho de 2009

Eu tenho um poema, rá!

Tá ele não é meu (nem encontrei o autor), mas eu posto aqui na intenção da única pessoa que o enviei.
=D

Se tu quiser

Se tu quiser,
Eu invento um vento pra ventar o amor
Uma chuva bem chovida pra chover pé de fulô
Pra tu ficar cheiroso e vir dançar mais eu

Se tu quiser
Poemo um poema bem cheio de rima
Eu acendo a estrela mais bonita lá de cima
Faço tudo o que puder pra tu ficar mais eu

Se tu quiser,
Eu crio um sentimento pra gente se amar
Descubro um jeito novo de te abraçar
Te beijo com um beijo que ninguém nunca beijou

Se tu quiser
Basta me dizer que eu virei correndo
É só me avisar que tu tá me querendo
Que o mundo vai saber o que é um grande amor


Ô distancia traiçoeira!
Tô de mal dela! E não apareça na minha frente não porque vão e segurar e eu te encho de porrada. E tenho dito. ruM!

Namasté.

;*

5 comentários:

Náhira Brunelle disse...

Eeeeeeeeeeeeeee PaixãããããããO!!!!

Esse povo apaixonado, é um caso sério!!!! haha
E essa distância só piora as coisas!
MAs com os planos futuros, tudo vai resolver... ne?!
beijão, lindona!

Amanda disse...

Esse poema me lembra um outro poema que copiei da agenda de uma amiga há séculos atrás.

Nem google deu jeito pra achar o autor? Aff.

Natália Mendes disse...

Amanda, descobri!
É uma música de Xico Bizerra

:)

Rafael disse...

poema, são as cores do mundo.

quando há amor, há cores, há poemas.

Rô Castro disse...

É pueril mas é simples e bonito! Queria pedir-lhe desculpas pq.quando copiei como deveria postar o selinho acabei copiando seus peixinhos também!! bjs!!